Cenas

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

O verdadeiro sentido da palavra "Amor"



“Olha, na minha opinião, o melhor a fazer é encontrar alguém que te ame pelo que tu és. De bom humor, mau humor. Bonita, feia. Deslumbrante, o que quer que seja. A pessoa certa continuará a ver raios de sol a sair-te pelo rabo. Esse é o tipo de pessoa com quem vale a pena ficar.”

in filme "Juno" de Jason Reitman

6 comentários:

Nikky disse...

No fundo também acho que é um pouco isso. Saberes que aquele sentimento não é condicional a uma perfeição encenada e falsa. Acho que uma relação só faz sentido se nelas puderes ser tu mesmo e não alguém que achas que a outra pessoa espera que sejas.

Vou (re)publicar um post para ti. Gosto da tua ideia das dioptrias... ;)

Bisc8 disse...

Sem dúvida. O amor legítimo é construído tendo por base a aceitação e compreensão do outro. E quando falo em aceitação falo em saber encarar mutuamente e de forma positiva os problemas, defeitos e formas de ser e de estar de cada um.

Continuo a dizer que um verdadeiro par de namorados é aquele que consegue enfrentar dias de flatulência juntos! lol

Obrigado pelo (re)post! Gostei! :)

homempasmado disse...

Gostei do novo visual :-)

E do post também ;-)

Essa dos raios de sol tá de morte :-D

Bisc8 disse...

Obrigado! :D

Quanto aos raios de sol, é tudo uma questão de perspectiva! ;P

:)

Gui wings disse...

OOoooh...how romantic!

Gostaste mesmo do filme neh?

Ah, lembrei-me...obrigada pelos comentários. És o visitante mais assíduo e mereces um prémio :P

Bisc8 disse...

Sim, gostei especialmente desta fala. Deixou-me a pensar... :)

Não tens que agradecer, é um prazer comentar o teu blog! ;D